Pular para o conteúdo principal

Postagens

AUSTRÁLIA e NOVA ZELÂNDIA - setembro/ outubro 2015 - 30 anos

Postagens recentes

MINHA RESPOSTA PARA LEGIÃO URBANA:

Texto escrito por Lúcia De Nardi - julho 2017
“Que país é esse? Que país é esse?”, já perguntava Renato Russo nos anos 80 e hoje eu respondo: Legião, esse é o país dos ‘SEM VERGONHA’, do “jeitinho brasileiro” e da incompetência!
Esse é o país do contribuinte que paga impostos em dia e quando usa as rodovias, paga caro pelos pedágios. Que não pode contar com segurança, saúde e educação básica de qualidade. Esse é o país onde o povo paga plano de saúde e ainda assim, sofre com um atendimento medíocre de médicos que ganham pouco no repasse.
Esse é o país onde o serviço ao consumidor é um verdadeiro lixo. Onde o PROCON e os órgãos fiscalizadores (Anatel, Anac, etc) são corrompidos pelas grandes empresas como TIM, NET, SKY, companhias aéreas, etc. Esse é o país de jornalistas inflados pelo ego e comprados por convites e ‘status’. Esse é o país cujos bancos assaltam seus clientes quase a mão armada.
Esse é o país onde o povo contrata um serviço, paga, não recebe e ainda não pode cancelar porq…

Rapel 19/09/2010

Rapel realizado em 19/09/2010 em Cachoeira de Sucupira - Uberlândia - MG Fotos: arquivo pessoal

















Passeio Balão 07/10/2012

Passeio de Balão realizado no dia 07/10/2012 em Sato - SP Fotos: Lúcia De Nardi e Felipe Alves













Tristes noites frias - 28/04/2005

"Tristes noites frias" foi escrito por Lúcia De Nardi em 28/04/2005
Imagem: Internet O tempo está passando,  o vento frio me corrói a felicidade me espera em todos os lugares.
Me amo me encontro me descubro  me arraso me destruo. 
Quero alguém  para me amar para me encontrar  me descobrir  me confortar nas noites frias. 
Ele está tão perto e tão longe tão intenso e tão disperso tão amado e tão desconhecido tão carinhoso e tão desprezivo  tão atencioso e tão indiferente.
Ele me vê, mas não me enxerga me ouve, mas não me escuta ele expressa por olhar, mas não fala  ele acena, mas não toca  ele me quer, me deseja, mas não realiza. 
Discussões me rodeiam  gritos, choros, polêmicas e ele? Onde está?  Aqui, ali em todo lugar  ele está em mim 
Mas quem é ele?  Não sei qual seu nome  Do que ele gosta?  Que música ele ouve em momentos solitários?  A quem ele procura em momentos difíceis?  Eu quero ser esse alguém que ele procura que ele encontra que ele conforta que ele acompanha que ele acalenta  que ele compartilha 
Mas nã…

"Simples e Puro" - 16/02/2015

"Simples e puro" foi escrito por Lúcia De Nardi em 16/02/2015 
Versão editada, original não autorizada.
Imagem: internet
Um dia me perguntei o que era o amor. Simples e puro. 
Um dia me disseram que ele era símbolo de carinho, alegria, bondade e cumplicidade. 
Me disseram também que o amor é ser do bem, é ir além do que se vive e experimenta. Além do que vemos e que nos falam que é o amor. 
O amor não é obsessão, posse,ciúmes. É sinônimo de liberdade.
 É voar alto querendo pousar em terra firme! 
É confiar! 
Cuidar sem esperar, é agir, se dar. 
Ninguém entra na vida de ninguém por acaso. Por mera e simples coincidência. 

Somos todos pré-destinados a encontrar e vivenciar no mundo o que há de mais puro e verdadeiro. 
Sem esse encontro, nossa existência perde o sentido!
O nosso maior e melhor desafio na vida é saber amar e ser amado.
Como bem escreveu o poeta brasileiro Augusto Branco: "Um Sentimento verdadeiro não morre. Por decepcionado que fique, por machucado que seja... Pode até e…

O céu é o limite e você meu porto seguro

Imagem: Internet
Minha alma livre e incompreendia busca o infinito.
Meus pés e mãos sedentos por abraçar o mundo. 
Espírito leve como as nuvens, e forte como as ondas do mar. 
Coração tranquilo, buscando o cume de possibilidades que posso ser. 
O céu é meu limite, o mar meu caminho. 
Sou como um pássaro indomável que encontra pouso no seu olhar. 
Sou como um barco à vela em alto mar, deslizando sob o vento, buscando o horizonte.

Protegida pelas mãos divinas, tenho o vento como guia e você como meu porto seguro.